• Blog
  • by
  • 26 de julho de 2017
  • 145
  • 0

Semana passada falamos sobre as complicações Imediatas e tardias que podem acontecer após uma cirurgia plástica e dando continuidade ao assunto, hoje vamos falar como minimizar os riscos e a chance de acontecerem essas complicações.

 

  • Introdução
  • Largar o cigarro
  • Prevenir a trombose
  • Atingir o peso mais adequado
  • Realizar todos os exames
  • Medicação
  • Alimentação
  • Exposição ao sol
  • Exercícios
  • Anestesia geral
  • Técnicas e cuidados médicos
  • Conclusão

 

Cirurgia Plástica Segura - Minimizando Riscos e Complicações

Introdução

 

Toda cirurgia envolve certos riscos e a cirurgia plástica não é diferente.

Semana passada vimos as complicações que podem ocorrer durante o pós-operatório, mas antes mesmo do procedimento cirúrgico a paciente e o médico devem se esforçar ao máximo para evitar que elas aconteçam.

É uma estrada de mão dupla. O cirurgião deve tomar todos os cuidados e usar as melhores técnicas e matérias, mas a paciente também tem que cumprir sua parte, informando seu histórico de doenças, se está fazendo uso de medicamentos.

Existem maneiras de diminuir os riscos? Existem e vamos enumerar algumas.

 

Largar o cigarro

 

Os pacientes devem parar de fumar ao menos 30 dias antes de qualquer cirurgia. Fumantes habituais estão mais expostos às possíveis complicações durante e após o procedimento cirúrgico. O Uso o tabaco e da nicotina podem prejudicar a circulação do sangue pelo corpo e a oxigenação do sangue, aumentando drasticamente as chances de trombose, embolia pulmonar, necrose, além de diminuir a velocidade de cicatrização.

 

Prevenir a trombose

 

Além de parar de fumar, para diminuir as chances de uma trombose, é aconselhável o uso de meias elásticas de compressão para diminuir os riscos de trombose, durante e após a cirurgia além de ser preciso interromper os anticoncepcionais hormonais antes da realização do procedimento.

 

Atingir um peso mais adequado

 

Em situações onde o paciente está acima do peso, é necessária uma regulação alimentar e perder de peso o que além de diminuir os riscos de diversas complicações, podem levar a resultados contrários dos objetivos da intervenção cirúrgica. Após a cirurgia o aumento o peso pode até reverter os resultados alcançados com a plástica.

Cirurgia Plástica Segura - Minimizando Riscos e Complicações

Realizar todos os exames

 

Como falamos na introdução, parte do trabalho necessário para evitar as complicações deve ser feito pelo próprio paciente. Pensando assim é de extrema importância que informe ao seu médico todo seu histórico e que realize todos os exames pedidos como e sangue, cardiológicos e raios-x.

A telemedicina já é uma realidade, agende sua consulta com o Dr. Adriano Medeiros!

Com o Dr. Adriano Medeiros, você é atendido por vídeo ao vivo e pode tirar dúvidas sobre atendimentos e fazer acompanhamentos! Esse atendimento acontece na nossa plataforma exclusiva, um consultório virtual que você acessa pelo seu celular ou computador.

A telemedicina oferece uma gama de benefícios, dentre eles podemos citar:

  • Encurtar a distância;
  • Economizar tempo;
  • Rapidez;
  • Economia;
  • Acessibilidade;
  • Exclusividade.

Medicação

 

Além de cortar ou controlar a dosagem de alguns medicamentos, antes da cirurgia, após o procedimento é importante seguir todas as dosagens indicadas pelo médico, ajustando as dosagens sempre que necessário. Além disso anticoagulantes e outros medicamentos devem ser evitados.

 

Alimentação

 

A alimentação é uma das partes mais importantes de todo o processo, desde o pré-operatório até o pós-operatório. Estar bem nutrido evita a anemia e a falta de vitaminas compromete a cicatrização e aumenta o risco de sangramentos perigosos.

 

Exposição ao sol

 

Como já falamos aqui no blog a A exposição ao sol é proibida após alguns procedimentos como o peeling para não prejudicar a cicatrização e o aparecimento de marcas, deixando o inverno como época ideal porque entre julho e agosto diminui a incidência de raios solares na atmosfera.

O calor também pode ser um grande vilão porque facilita a dilatação dos vasos sanguíneos, aumentando o risco de sangramento.

 

Exercícios

 

Os exercícios e o esforço devem ser evitados durante o pós-operatório até pelo menos 30 dias, sendo que mesmo após a liberação do médico é preciso tomar cuidado e realizar exercícios moderados sem muito esforço, com longos períodos de descanso, principalmente longe do sol.

Cirurgia Plástica Segura - Minimizando Riscos e Complicações

Anestesia geral

 

A anestesia geral, quando o paciente é induzido por remédios para dormir profundamente e respira com a ajuda de aparelhos, pode causar reações como vômitos e náuseas, retenção urinária, pressão baixa, cansaço e dor de cabeça.

Nos piores casos podem ocorrer paradas respiratórias ou infarto, mas raramente isso acontece, porém, para aliviar os sintomas, frequentemente os enfermeiros administram medicamentos para aliviar a dor e os vômitos, uma sonda vesical ajudando o paciente a urinar além de se recomendar que o paciente durma e repouse por longos períodos.

 

Técnicas e cuidados médicos

 

O outro lado da cirurgia é o médico e o hospital

Todas as associações e sociedades de médicos mundo afora, cada dia mais se dão conta da importância da segurança nos procedimentos cirúrgicos e tem promovido palestras, pesquisas e estudos para desenvolver e melhorar as técnicas.

Cartilhas são desenvolvidas para uniformizar e melhorar procedimentos e protocolos de segurança para evitar complicações. Assim são tomadas muito mais medidas para melhorar as condições de médicos, hospitais e pacientes, antes, avaliando as condições dos pacientes, durante, evitando acidentes e imprevistos e depois, evitando sequelas, doenças e má adaptação às cirurgias.

 

Conclusão

 

É importante lembrar que mesmo com as precauções realizadas para diminuir os riscos. Ainda assim não podemos banalizar as cirurgias plásticas, elas são cirurgias com quaisquer outras e também possuem seus riscos.

Não existe ainda uma forma efetiva de eliminar completamente os riscos. Os dois lados devem ter responsabilidade por suas ações.

Por isso nunca é demais lembrar que tudo começa pela escolha de um profissional de confiança e qualificado tanto no pré quanto no pós-operatório.

Lembrando sempre que: Nada, absolutamente nada, vale mais do que a sua segurança e saúde. Por isso nós, médicos, criamos todas essas medidas e protocolos para que os pacientes tenham os resultados que tanto desejam.

Porque, afinal, não adianta como dissemos em outro post aqui no blog “em nada uma intervenção se não tivermos certeza de êxito no procedimento. O mais importante do que sair bonita de uma mesa de cirurgia, é entrar nela preparada e 100% segura daquilo que estamos fazendo. E sair de qualquer cirurgia bem, passando por ela sem intercorrências dos esperados e estejam sempre seguros em nossas mãos. ”

Gostou do tema da semana? Para saber mais sobre os temas da semana, novidades e todos os nosso videos é só curtir minha página no Facebook, me seguir no Instagram e assinar meu canal no  Youtube.

Até sexta com o Direto ao Ponto onde tiro todas as dúvidas sobre esse tema e até semana que vem com mais um tema para você ficar por dentro do mundo das cirurgias plásticas.[:]

Adicionar comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

pt_BRPortuguese