• 545
  • 0

A cirurgia Bariátrica traz uma séria de vantagens para o paciente. A perda de peso é, provavelmente, o maior dos benefícios para a estética e também para a saúde. Contudo, essa redução de quilos também traz algumas complicações, incluindo questões estéticas e de saúde. Um exemplo é o excesso de pele nos braços, nas coxas e, principalmente, no abdômen.

Para corrigir essa flacidez, há uma série de procedimentos pós-bariátrica e hoje eu falarei especificamente sobre a Abdominoplastia.

Se você já fez a redução de estômago ou está se preparando para a cirurgia e já quer saber como acontece a Abdominoplastia reparadora, confere as dicas nesse post que contarei tudo.

O que é a Abdominoplastia pós-bariátrica

A Abdominoplastia, de uma forma geral, é uma cirurgia de cunho estético, que ajuda a reduzir a flacidez do abdômen, trazendo uma silhueta mais bonita e uma barriga mais lisa. A pele abdominal, no caso de pacientes que passaram pela Bariátrica, não causa apenas o desconforto estético. O paciente também pode desenvolver de feridas, problemas na postura, dificuldade de higienização, além de diversos outros problemas.

Por esse motivo, unicamente nesses casos, a Abdominoplastia também é importante para a saúde do paciente.

Principais indicações e contraindicações para a Abdominoplastia pós-bariátrica

Para o caso de pacientes que passaram pela Bariátrica, essa Abdominoplastia possui a mesma indicação, mas com pequenas diferenças. Apesar de os princípios serem o mesmo da Abdominoplastia clássica, ela é mais indicada para quem tem flacidez exagerada, formando o que chamamos de “barriga avental”, aquela barriga caída sobre a virilha.

É fato que se faz necessário ter um excesso de pele flácida na barriga, mas o paciente precisa estar já com o peso estabilizado há pelo menos 6 meses. Esse tempo, em média, é de 18 meses após a redução de estômago.

A Abdominoplastia é contraindicada mais em casos onde o paciente ainda está em processo de perda de peso ou passa a ser opcional quando a flacidez pode ser corrigida com exercícios.

Como é feito o procedimento

A Abdominoplastia feita para pós-bariátrica é do tipo âncora. Todo o procedimento dura de 3 a 5 horas e é utilizada anestesia geral ou peridural com sedação. A internação pode acontecer de 3 a 7 dias, dependendo do paciente.

Essa Abdominoplastia é chamada de âncora porque o corte feito no paciente tem esse formato, iniciando um pouco acima do umbigo e seguindo uma linha mais reta até a virilha. Ao mesmo tempo, é feito um corte em formato de U, na horizontal;

A maior dúvida quanto ao procedimento é sobre a cicatriz. Nesse momento, a experiência do seu cirurgião conta bastante. Ele pode deixar a cicatriz em uma posição estratégica, permitindo que após a recuperação total do paciente, ela fique quase que imperceptível.

A telemedicina já é uma realidade, agende sua consulta com o Dr. Adriano Medeiros!

Com o Dr. Adriano Medeiros, você é atendido por vídeo ao vivo e pode tirar dúvidas sobre atendimentos e fazer acompanhamentos! Esse atendimento acontece na nossa plataforma exclusiva, um consultório virtual que você acessa pelo seu celular ou computador.

A telemedicina oferece uma gama de benefícios, dentre eles podemos citar:

  • Encurtar a distância;
  • Economizar tempo;
  • Rapidez;
  • Economia;
  • Acessibilidade;
  • Exclusividade.

Principais dicas para um pós-operatório tranquilo

Por ser uma cirurgia bastante invasiva, o pós-operatório da Abdominoplastia redutora é bastante delicado. A principal indicação é sobre pegar peso. O paciente deve evitar segurar sacolas, fazer exercícios físicos com pesos e carregar qualquer coisa que force os músculos do abdômen.

Também é indicado usar malha de compressão até que o médico a libere. Essa malha segura o local operado, evitando que os pontos sejam comprometidos e a paciente também sinta dor. Nos primeiros dias, inclusive, é bastante importante que você ande um pouco mais curvada para evitar dores.

Bebidas alcoólicas e cigarro devem ser suspensos também. É mais que importante que o paciente siga com uma dieta bastante equilibrada, evitando o ganho de peso até o final do pós-operatório.

A drenagem linfática também será indicada na maioria dos casos. Esse procedimento ajuda a eliminar o líquido acumulado no corpo, além de reduzir o inchaço pós-cirúrgico.

 

Resultados

Dependendo do paciente, os resultados vêm com até 2 anos. É preciso aguardar a cicatrização total, a recuperação do tecido e outras mudanças que provavelmente acontecerão. Claro que, até esse prazo terminar, você perceberá como o seu corpo mudou. Já após o primeiro mês é possível notar grandes mudanças trazidas pela Abdominoplastia.

Riscos

Toda cirurgia invasiva oferece riscos quando não acontece dentro dos padrões de segurança. É preciso conversar com seu médico, conhecer mais dele, saber se ele é especialista em Abdominoplastia e, principalmente, se o ambiente onde acontecerá a cirurgia está completamente apto para isso.

Também é importante seguir com todas as orientações pós-cirúrgicas. Faça sempre a assepsia corretamente, para evitar infecções e outras complicações. Caso elas apareçam, procure o seu médico imediatamente.

Agora que você conheceu mais sobre a Abdominoplastia para pós-bariátrica ainda tem dúvidas sobre o procedimento? Você pode conversar com seu médico sobre todo o processo ou deixar sua pergunta aqui embaixo que eu responderei!

Leia também o post Pós-Bariátrica nos braços e descubra como é a cirurgia reparadora para quem fica com excesso de pele nos braços.

Quero ainda convidar você para acompanhar minhas redes sociais e conhecer ainda mais sobre cirurgias plásticas e muito mais. Siga meu  Facebook, Youtube e Instagram!

Até a próxima!

[:]

Adicionar comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

pt_BRPortuguese