• Blog
  • by Adriano Medeiros
  • 14 de fevereiro de 2018
  • 94
  • 0

A mulher brasileira tem uma preocupação com a beleza que sempre é destaque internacional. São inúmeros procedimentos realizados por ano em nosso país e, entre os mais populares está o implante de silicone. Contudo, nem toda paciente possui o perfil ideal para esse tipo de cirurgia e é quando a Mastopexia passa a ser a melhor opção. Hoje, esse Lift de Mamas é a quarta cirurgia mais procurada no Brasil.

Essa preocupação com a estética também se tornou destaque mundial. De acordo com dados do site Vida Saudável, da Gazeta Esportiva, de 2015 até 2017, o Brasil é o segundo no ranking mundial de cirurgias plásticas. Os dados são da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, a ISAPS que apontou em pesquisa mais de 1,1 milhões de procedimentos estéticos nesse período entre brasileiros, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, com 1,4 milhões.

Levando em consideração os dados do parágrafo anterior e a popularização da Mastopexia nos últimos anos, quero conversar mais com vocês sobre essa cirurgia. É importante entender quando ela é realizada, como é realizada, quais os resultados que devem ser esperados e outros detalhes.

Poucas pessoas sabem, mas é possível melhorar bastante a aparência das mamas sem a necessidade de utilizar implantes de silicone. Ficou com aquela curiosidade de saber como é feito o procedimento? Então confira o post abaixo!

O que você verá por aqui:

  • O que é a Mastopexia;
  • Como essa cirurgia é feita;
  • Qual o perfil ideal de paciente;
  • Como acontece o pós-operatório do Lifting Mamário;
  • Quais os resultados da cirurgia;
  • Conclusão.

O que é a Mastopexia

A Mastopexia tem trazido grandes resultados para mulheres que apresentam mamas caídas ou que perderam o volume dos seios com o passar dos anos. A cirurgia é reparatória e tem como objetivo levantar os seios ou trazer mais volume sem a necessidade de implantes de silicone. Apesar de trazer ótimas respostas para as pacientes, é importante entender que os resultados – os quais explicarei mais no final do artigo – são um pouco diferentes.

Como essa cirurgia é feita

A Mastopexia é considerada uma cirurgia bastante invasiva e, portanto, exige atenção de um especialista. O cirurgião tirará todo o excesso de tecido gorduroso que está nos mamilos da paciente e realizará uma correção do formato dos seios. Isso é feito levantando mais as mamas e trazendo toda a firmeza que ela precisa.

Podem ser realizados três tipos de cortes:

  • Periareolar: que é feito ao redor da aréola, sendo também o menos comum;
  • Vertical: feito também ao redor da aréola, mas com uma extensão vertical até o sulco das mamas.
  • “T” invertido ou âncora: que é o corte mais realizado, feito ao redor das aréolas e estendendo-se verticalmente e lateralmente pelo sulco das mamas.

Uma Mastopexia pode durar cerca de 4 horas e pede internação por pelo menos 24 horas para observação da paciente. O ambiente precisa ser próprio e conversar com o seu médico sobre a segurança da cirurgia é sempre muito importante.

Qual o perfil ideal de paciente

Não há faixa etária mais indicada para a Mastopexia. Mulheres de todas as idades podem passar pelo procedimento. É comum que jovens também apresentem seios caídos, causados por emagrecimentos ou até mesmo genética.

Entre o perfil ideal de paciente para a Mastopexia, eu posso destacar:

  • Aquela mulher que sofreu uma grande perda do volume dos seios. Isso acontece geralmente com emagrecimentos em grande escala ou com o passar da idade;
  • Mulheres com seios caídos, que tem origens diversas, como uma pós-amamentação, por exemplo;
  • Mulheres que apresentam um seio maior que o outro, resultado de um crescimento disforme natural, acidentes ou cirurgias anteriores.

A telemedicina já é uma realidade, agende sua consulta com o Dr. Adriano Medeiros!

Com o Dr. Adriano Medeiros, você é atendido por vídeo ao vivo e pode tirar dúvidas sobre atendimentos e fazer acompanhamentos! Esse atendimento acontece na nossa plataforma exclusiva, um consultório virtual que você acessa pelo seu celular ou computador.

A telemedicina oferece uma gama de benefícios, dentre eles podemos citar:

  • Encurtar a distância;
  • Economizar tempo;
  • Rapidez;
  • Economia;
  • Acessibilidade;
  • Exclusividade.

Como acontece o pós-operatório do Lifting Mamário

Como eu citei antes, a Mastopexia é uma cirurgia bastante delicada. Isso também significa um pós-operatório que requer muitos cuidados e atenção da paciente. A quebra da orientação médica pode causar problemas para a saúde e, principalmente, um mau resultado final da cirurgia.

É importante que você sempre converse com seu cirurgião sobre esses cuidados antes de realizar a cirurgia. A razão é que qualquer adaptação da sua rotina que precisará ser feita após o procedimento precisa ser preparada.

O pós-operatório da Mastopexia traz, basicamente, as mesmas especificações que outras cirurgias de mama. É preciso manter repouso moderado, evitar exageros como carregar peso, subir escadas e praticar atividades físicas, por exemplo.

O uso de uma malha de compressão após o procedimento é muito importante para ajudar a firmar ainda mais os seios. O tempo de uso é sempre indicado e orientado pelo médico.

Pequenos inchaços podem surgir em toda a área operada, assim como hematomas. A região também fica muito sensível ao toque e pode causar alguns desconfortos. Cuide da posição do seu corpo na hora de dormir, pelo menos nos primeiros dias e utilize corretamente todos os medicamentos e cremes indicados pelo médico. Seguindo essas orientações corretamente, esses hematomas e inchaços sumirão logo após a terceira semana.

É preciso também observar o seu corpo. Se os inchaços e desconfortos aumentarem no decorrer das primeiras semanas, indico que volte ao seu médico.

O retorno ao trabalho e às atividades mais leves pode acontecer a partir de uma semana de operada, mas somente se essa rotina não exigir esforço físico. Academia, levantar peso e outros movimentos bruscos devem ser evitados nos primeiros 30 dias completamente.

Quais os resultados da cirurgia

Como eu citei anteriormente, é muito importante conversar com o seu médico sobre os resultados esperados para a Mastopexia. Você viu, ao longo desse post, que a cirurgia tem a função de trabalhar o reposicionamento dos seios. É por esse motivo que nem todas as mulheres que precisam do Lift Mamário, precisam de silicone.

Há muitos casos onde a paciente está apenas insatisfeita com a posição dos seus seios. O silicone traz bastante firmeza, mas ele não é tão eficaz quanto a Mastopexia para alguns perfis de mulheres.

Outro fator que preciso falar quanto aos resultados é a cicatriz. Geralmente essa é uma das maiores preocupações de mulheres que passam por procedimentos estéticos. Apesar de ser um pouco invasiva, após a recuperação total, as cicatrizes ficam praticamente imperceptíveis. O tamanho delas varia um pouco, dependendo do tamanho dos seios e da capacidade de cicatrização de cada paciente. Contudo, essa marca pode ser completamente disfarçada com o uso de biquíni, por exemplo.

Com três ou quatro semanas você já consegue perceber muita mudança em seus seios e, com 1 ano os resultados finais são obtidos.

Conclusão

A Mastopexia é muito indicada para quem não deseja ter um implante de silicone e quer seios bonitos, firmes e bem naturais. É preciso, porém, uma série de avaliações médicas, incluindo projeção do resultado.

É importante lembrar que o implante de silicone e o Lift de Mamas têm resultados parecidos, mas são diferentes. Conversar com seu médico para que ele conheça suas expectativas e, consequentemente, indique o procedimento ideal, é sempre o mais indicado.

Bem, agora conta para mim, aqui nos comentários, o que você achou da Mastopexia!

Não esquece também de acompanhar sempre as minhas redes sociais. Eu diariamente publico dicas em meus canais, como o YouTube,  Facebook  e Instagram. Você pode conhecer mais sobre procedimentos estéticos e também melhorar a sua saúde![:]

Adicionar comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

pt_BRPortuguese