• Blog
  • by Adriano Medeiros
  • 15 de fevereiro de 2017
  • 120
  • 0

Segurança na Cirurgia e o Risco Cirúrgico Cardiológico são pontos fundamentais a serem discutidos antes da realização de quaisquer procedimentos relacionados à cirurgia plástica. São eles que indicam se um paciente está apto ou não para ir à mesa de cirurgia, evitando maiores riscos dos que já existem mediante a um caso de intervenção cirúrgica.

Como eu sempre costumo dizer, a segurança vem em primeiro lugar. Por isso hoje, falamos de um tema que é o maior responsável por minimizar riscos que envolvam a segurança do paciente na hora da cirurgia estética. Não que não exista qualquer risco! Existe sim! Toda e qualquer intervenção cirúrgica apontam riscos básicos, que se bem avaliados podem ser minimizados, tornando a experiência da cirurgia cada vez mais segura e satisfatória.

Um paciente só é considerado apto para realizar a cirurgia se não apresentar nenhum problema de saúde, avaliado através de exames específicos. Muitos casos de cirurgia sem sucesso acontecem por causa de exames que não são avaliados com o devido cuidado, expondo o paciente a riscos indesejados. Além disso, é fundamental que o paciente seja franco com o médico quando se trata de doenças pré-existentes.

Mas afinal: o que envolve o risco cirúrgico? Primeiramente, o exame de sangue. Nesse exame iremos avaliar o hemograma – que reconhece alguma anormalidade como no caso de anemias que devam ser tratadas antes da cirurgia; o coagulograma – que reconhece se seu sangue está coagulando bem, buscando evitar sangramentos intensos durante a cirurgia.

Além desses é necessário o exame para reconhecimento de tipo sanguíneo e fator RH, testes anti-hepatite e anti-hiv, para segurança do paciente, e também teste de gravidez para eliminar qualquer possibilidade de uma gestação ainda não descoberta, comprometendo seu desenvolvimento e a saúde da paciente e do bebê. Avaliamos ainda sódio, potássio, ureia e creatinina para identificar se as funções renais estejam em conformidade com as necessidades, sem comprometer a saúde de quem deseja operar.

A segunda fase de exames é composta pelo exame de urina que avalia se há alguma anormalidade de proteína ou sangue na urina, além de infecções que podem contraindicar uma cirurgia. Tudo para eliminar maiores riscos.

A telemedicina já é uma realidade, agende sua consulta com o Dr. Adriano Medeiros!

Com o Dr. Adriano Medeiros, você é atendido por vídeo ao vivo e pode tirar dúvidas sobre atendimentos e fazer acompanhamentos! Esse atendimento acontece na nossa plataforma exclusiva, um consultório virtual que você acessa pelo seu celular ou computador.

A telemedicina oferece uma gama de benefícios, dentre eles podemos citar:

  • Encurtar a distância;
  • Economizar tempo;
  • Rapidez;
  • Economia;
  • Acessibilidade;
  • Exclusividade.

A terceira fase é composta dos exames de raio-x de tórax para compreender a função respiratória, se os pulmões estão funcionando corretamente, pois em alguns casos, há a necessidade da conversão da anestesia para geral, evitando comprometer a sua saúde.

Além desses exames básicos, existe ainda a necessidade de análises mais específicas que avaliam criteriosamente partes do corpo para determinadas cirurgias. No caso da cirurgia de mama, é necessário um ultrassom de mama para eliminar possíveis nódulos ou outros riscos, em casos de abdominoplastia é necessário um ultrassom de esforço, para eliminar potenciais hérnias. No caso de uma rinoplastia, uma tomografia dos ossos do nariz com recurso 3D, é fundamental para realizar um plano cirúrgico mais específico.

E uma fase também importante, é o Risco Cirúrgico do Cardiologista, essencial para identificar arritmia ou insuficiência cardíaca, além de quaisquer outros riscos que comprometam um bom resultado.

Seu médico também pode te orientar sobre o Consentimento Informado, que é um documento esclarecendo sobre todos os riscos que a cirurgia pode oferecer, explicando que é de responsabilidade da equipe minimizar esses riscos.

Viu quantos cuidados necessários? Além de todos esses procedimentos, converse sempre com seu médico para esclarecer o máximo de dúvidas existentes, buscando sempre a certeza e segurança na hora da cirurgia. E não esqueça: oriente-se sobre a cirurgia em ambiente hospitalar com CTI. Esses também são elementos fundamentais que corroboram com um resultado satisfatório e seguro, colocando sua vida em primeiro lugar.

É importante lembrar que uma cirurgia bonita é uma cirurgia, antes de mais nada, segura.

Se ainda restar alguma dúvida, entra em contato comigo que é sempre um prazer te responder e cuidar mais um pouquinho de você!

Forte Abraço![:]

Adicionar comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

pt_BRPortuguese